top of page
  • Foto do escritorAcademia do Laser

Utilidade do laser no tratamento da patologia hemorroidária: uma revisão da literatura


Aymen Trigui, Haithem Rejab, Amira Akrout, Jihen Trabelsi, Amine Zouari, Youssef Majdoub, Mohamed Ben Amar, Rafik Mzali

Resumo

A doença hemorroidária é um motivo comum para consulta em proctologia. Pode ser tratada de diversas maneiras (médica, endoscópica e cirúrgica). O tratamento com laser é descrito desde 1960 e tem se desenvolvido nos últimos anos. O objetivo desta revisão de literatura foi estudar os resultados do tratamento a laser de hemorroidas e compará-los com os métodos cirúrgicos. Realizamos uma pesquisa sistemática da literatura consultando as bases de dados Medline, Google Scholar e Cochrane Library. Estudos retrospectivos e relatos de casos foram excluídos. Foram selecionados 11 estudos das técnicas HeLP (procedimento de hemorroidas a laser) e LHP (procedimento de hemorroidoplastia a laser).

O número total de pacientes foi de 1.179, incluindo 1.059 pacientes tratados com laser e 120 tratados cirurgicamente no contexto de estudos comparativos. A idade dos pacientes varia entre 18 a 74 anos. O tratamento com laser HeLP foi significativamente superior ao tratamento cirúrgico em termos de dor pós-operatória (p < 0,001), piora da doença hemorroidária (p < 0,001) e satisfação pós operatória (p < 0,001). Da mesma forma, o tratamento com laser LHP foi significativamente superior ao tratamento cirúrgico em termos de duração operatória (p < 0,00001), sangramento intraoperatório (p < 0,00001), dor pós-operatória em H12 e H24 (p < 0,00001 e p = 0,0003) e taxa de sangramento pós-operatório (p < 0,001). O laser representa uma revolução no campo da proctologia

principalmente no tratamento da patologia hemorroidária. É uma técnica mini-invasiva segura, eficaz e menos dolorosa. Serão necessários estudos mais rigorosos para melhor avaliar esta técnica.

© 2021. O(s) Autor(es), sob licença exclusiva da Springer-Verlag London Ltd., parte da

Springer Nature.

Leia o artigo completo através do DOI: 10.1007/s10103-021-03333-x
17 visualizações0 comentário

Commenti


  • Youtube
  • Instagram
  • Whatsapp
bottom of page