top of page
  • Foto do escritorAcademia do Laser

Complicações do Laser



Os lasers representam um grupo relativamente novo de dispositivos utilizados na prática cirúrgica. As suas aplicações na medicina continuam avançando com a adição de novos dispositivos e a ampliação das indicações da laserterapia.

Como as ondas de luz do laser são, por definição, colimadas, coerentes e monocromáticas, a tecnologia é excelente não apenas para aplicações cirúrgicas muito precisas, mas também para tipos de tecidos específicos.


As indicações de uso, com seus princípios e riscos de complicações são descritos na literatura e devem estar sempre na nossa memória. Para diminuir os resultados inadequados devemos sempre garantir a segurança e comunicação da equipe interprofissional além de selecionar adequadamente os candidatos à laserterapia.


O processo de segmentação de um cromóforo específico é conhecido como fototermólise seletiva. O seu objetivo é fornecer energia suficiente para destruir o cromóforo sem ferir o tecido circundante, mas esse tecido pode ser ferido por superaquecimento.


Queimaduras, cicatrizes, despigmentação, lesões oculares e infecções podem ocorrer em quase todos os tipos de terapia a laser.


Importância Clínica:


Dispositivos a laser são ferramentas poderosas com uma gama crescente de indicações, mas esses dispositivos também têm o potencial de causar danos significativos a pacientes e profissionais de saúde se não forem empregados corretamente. Os lasers devem ser usados por profissionais médicos treinados em ambientes médicos, fornecendo cuidados de alta qualidade a fim de evitar efeitos adversos e processos subsequentes.


Confira o artigo completo através do https://www.ncbi.nlm.nih.gov/books/NBK532248/
38 visualizações0 comentário

Comments


  • Youtube
  • Instagram
  • Whatsapp
bottom of page