top of page
  • Foto do escritorAcademia do Laser

Análise da alteração da melanina tratada com laser de picossegundos



Yu Shimojo, Takahiro Nishimura, Hisanao Hazama, Kunio Awazu M.D.


Nos tratamentos a laser de picossegundos para lesões pigmentadas da pele, a absorção óptica seletiva pelas partículas de melanina embaladas nos melanossomas cutâneos resulta na produção de efeitos de tratamento. Os efeitos do tratamento foram analisados numericamente através da simulação da propagação da luz e da difusão térmica em escala tecidual.

Durante a irradiação com laser de picossegundos, os melanossomas cutâneos são rompidos por vaporização explosiva através da absorção óptica por partículas de melanina.

Uma modelagem multiescala de tratamentos de pele a laser de picossegundos é necessária para a avaliação quantitativa de dispositivos terapêuticos de laser de picossegundos. Pela modelagem multiescala, os efeitos do tratamento podem ser avaliados com base nas interações com pulsos de laser de picossegundos em cada escala de molécula, organela, célula e tecido.

Para a modelagem multiescala, o objetivo deste estudo é investigar a resposta das partículas de melanina aos pulsos de laser de picossegundos em escala molecular. Suspensões homogêneas de melanina foram preparadas para irradiar pulsos de laser de 550 picossegundos em um comprimento de onda de 755 nm.

Como resultado da comparação das características morfológicas entre partículas de melanina não irradiadas e partículas de melanina irradiadas por pulsos de laser de picossegundos com um microscópio eletrônico de varredura e um analisador de tamanho de partícula usando espalhamento dinâmico de luz, quase nenhuma mudança significativa foi encontrada.

Os resultados sugeriram que as partículas de melanina não alteram as estruturas e estão envolvidas como fonte de calor para causar danos nas membranas da bicamada lipídica dentro dos melanossomas em tratamentos com laser de picossegundos para lesões pigmentadas da pele.


Confira o artigo completo através do: https://doi.org/10.1117/12.2579020

11 visualizações0 comentário

Comentarios


  • Youtube
  • Instagram
  • Whatsapp
bottom of page